Você está pesquisando por News?
+55 11 2193-2960
+55 11 94788-8015
Valas clandestinas no cemitério de Perus

Código da imagem: 1619446
Dimensões: 4.200 X 2.804 pixels
Resolução: 300 dpi
Orientação: horizontal
Data da imagem: 08/03/2018
Tamanho máximo não comprimido: 33,7MB
Tamanho do arquivo: 2688 kb
Cor: colorida
Pauta: Valas clandestinas no cemitério de Perus
Descrição: O Cemitério Dom Bosco, mais conhecido como Cemitério de Perus, e que atualmente também tem o nome de Colina dos Mártires, foi o local onde os órgãos de repressão da ditaura militar enterraram, clandestinamente, no início dos anos 1970, centenas de corpos de presos políticos torturados e assassinados em prisões de São Paulo. Em 1990, lá foram encontrados, em uma vala comum, 1.049 sacos plásticos pretos contendo restos mortais de indigentes, parte deles eram corpos desses opositores do regime até então dados como desaparecidos. A prefeita de São Paulo na época, Luiza Erundina, ordenou a retirada desses corpos do cemitério e os encaminhou para a Universidade de Campinas (Unicamp). Hoje, especialistas acreditam que possa haver mais corpos de pessoas mortas pela ditadura enterrados no local.
Local: São Paulo / SP / Brasil
Crédito: Juca Rodrigues / Fotoarena
Disponibilidade: imediata
Direito de uso: Direito controlado
Autorização do(a) modelo: não
Autorização da propriedade: não
 
HOME    |    ENTRE EM CONTATO    |    TERMO DE USO       

COPYRIGHT 2008-2018 FOTOARENA. PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA..