Você está pesquisando por News?
+55 11 2193-2960
+55 11 94788-8015
Busca em Igreja Dominicana Resistiu ao Golpe de 64: 49533 (1 - 1 de 5)
Exibição:
Thumb pequena
  • Thumb pequena
  • Thumb média
  • Thumb grande
Autorizações
  • Autorizações
  • Com Model Release
  • Sem Model Release
20 fotos por página
  • 20 fotos por página
  • 40 fotos por página
  • 80 fotos por página





Carregando...
Igreja Dominicana resistiu ao Golpe de 64

Ditadura Militar
Data da imagem: 10/10/2018
Cod. da imagem: 1619008
Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Direito Controlado


Ditadura Militar

Data da imagem: 10/10/2018

Cod. da imagem: 1619008

Ditadura Militar

Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Paróquia São Domingos, em Perdizes, zona oeste de São Paulo, foi reduto de resistência ao Golpe de 1964 no país. Após criação do convento dominicano em 1938, a Igreja Paróquia São Domingos do Alto de Perdizes foi inaugurada em 1941. Na Ditadura Militar, os dominicanos resistiram aos militares e atuou para frear o avanço da censura e da repressão política, inclusive usando suas instalações para abrigar militantes da Ação Libertadora Nacional. Na época, alguns religiosos também foram perseguidos pelo regime, como Frei Tito, cuja morte é atualmente investigada pela Comissão Nacional da Verdade. O projeto arquitetônico, com estilo eclético, foi tombado pelo CONDEPHAAT em 1988 e é de autoria do arquiteto Adolf Franz Heep (1902-1978), nascido na Tchecoslováquia.

Editorial RM
Igreja Dominicana resistiu ao Golpe de 64

Ditadura Militar
Data da imagem: 10/10/2018
Cod. da imagem: 1619007
Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Direito Controlado


Ditadura Militar

Data da imagem: 10/10/2018

Cod. da imagem: 1619007

Ditadura Militar

Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Paróquia São Domingos, em Perdizes, zona oeste de São Paulo, foi reduto de resistência ao Golpe de 1964 no país. Após criação do convento dominicano em 1938, a Igreja Paróquia São Domingos do Alto de Perdizes foi inaugurada em 1941. Na Ditadura Militar, os dominicanos resistiram aos militares e atuou para frear o avanço da censura e da repressão política, inclusive usando suas instalações para abrigar militantes da Ação Libertadora Nacional. Na época, alguns religiosos também foram perseguidos pelo regime, como Frei Tito, cuja morte é atualmente investigada pela Comissão Nacional da Verdade. O projeto arquitetônico, com estilo eclético, foi tombado pelo CONDEPHAAT em 1988 e é de autoria do arquiteto Adolf Franz Heep (1902-1978), nascido na Tchecoslováquia.

Editorial RM
Igreja Dominicana resistiu ao Golpe de 64

Ditadura Militar
Data da imagem: 10/10/2018
Cod. da imagem: 1619006
Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Direito Controlado


Ditadura Militar

Data da imagem: 10/10/2018

Cod. da imagem: 1619006

Ditadura Militar

Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Paróquia São Domingos, em Perdizes, zona oeste de São Paulo, foi reduto de resistência ao Golpe de 1964 no país. Após criação do convento dominicano em 1938, a Igreja Paróquia São Domingos do Alto de Perdizes foi inaugurada em 1941. Na Ditadura Militar, os dominicanos resistiram aos militares e atuou para frear o avanço da censura e da repressão política, inclusive usando suas instalações para abrigar militantes da Ação Libertadora Nacional. Na época, alguns religiosos também foram perseguidos pelo regime, como Frei Tito, cuja morte é atualmente investigada pela Comissão Nacional da Verdade. O projeto arquitetônico, com estilo eclético, foi tombado pelo CONDEPHAAT em 1988 e é de autoria do arquiteto Adolf Franz Heep (1902-1978), nascido na Tchecoslováquia.

Editorial RM
Igreja Dominicana resistiu ao Golpe de 64

Ditadura Militar
Data da imagem: 10/10/2018
Cod. da imagem: 1619005
Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Direito Controlado


Ditadura Militar

Data da imagem: 10/10/2018

Cod. da imagem: 1619005

Ditadura Militar

Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Paróquia São Domingos, em Perdizes, zona oeste de São Paulo, foi reduto de resistência ao Golpe de 1964 no país. Após criação do convento dominicano em 1938, a Igreja Paróquia São Domingos do Alto de Perdizes foi inaugurada em 1941. Na Ditadura Militar, os dominicanos resistiram aos militares e atuou para frear o avanço da censura e da repressão política, inclusive usando suas instalações para abrigar militantes da Ação Libertadora Nacional. Na época, alguns religiosos também foram perseguidos pelo regime, como Frei Tito, cuja morte é atualmente investigada pela Comissão Nacional da Verdade. O projeto arquitetônico, com estilo eclético, foi tombado pelo CONDEPHAAT em 1988 e é de autoria do arquiteto Adolf Franz Heep (1902-1978), nascido na Tchecoslováquia.

Editorial RM
Igreja Dominicana resistiu ao Golpe de 64

Ditadura Militar
Data da imagem: 10/10/2018
Cod. da imagem: 1619004
Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Direito Controlado


Ditadura Militar

Data da imagem: 10/10/2018

Cod. da imagem: 1619004

Ditadura Militar

Crédito: Cesar Borges/ Fotoarena

Paróquia São Domingos, em Perdizes, zona oeste de São Paulo, foi reduto de resistência ao Golpe de 1964 no país. Após criação do convento dominicano em 1938, a Igreja Paróquia São Domingos do Alto de Perdizes foi inaugurada em 1941. Na Ditadura Militar, os dominicanos resistiram aos militares e atuou para frear o avanço da censura e da repressão política, inclusive usando suas instalações para abrigar militantes da Ação Libertadora Nacional. Na época, alguns religiosos também foram perseguidos pelo regime, como Frei Tito, cuja morte é atualmente investigada pela Comissão Nacional da Verdade. O projeto arquitetônico, com estilo eclético, foi tombado pelo CONDEPHAAT em 1988 e é de autoria do arquiteto Adolf Franz Heep (1902-1978), nascido na Tchecoslováquia.

Editorial RM
 
 
HOME    |    ENTRE EM CONTATO    |    TERMO DE USO       

COPYRIGHT 2008-2018 FOTOARENA. PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA..